O SINDLER convoca os servidores que requereram suas aposentadorias neste ano (2019), para que procurem o SINDLER para que sejam encaminhados os seus nomes para o JURÍDICO, que irá elaborar um requerimento e/ou uma medida judicial, para que seja estendido o DIREITO do PAI aprovado este ano, já que foram VETADOS (proibidos) de convalidarem esse direito.

 

 

Rubens Luz, coordenador geral do Sindicato dos Servidores dos Poderes Legislativos de Rondônia(Sindler), fala do novo tempo do sindicalismo brasileiro, das lutas, das bandeiras e da vocação do colegiado diretivo pela resolução das causas através do diálogo.

Veja a seguir, pequenas demonstrações da entrevista concedida ao noticiastudoaqui.com que, ao final, está completa em vídeo à disposição do leitor.

NOVO TEMPO

- Estamos no segundo ano sem o Imposto Sindical. Esta sede e a nossa sede campestre foram adquiridas com recursos desse tempo.

- Hoje o sindicato vive da contribuição dos associados. Tivemos que repensar o modelo de gestão.

“Sindicatos que viviam debaixo do braço só para obter registro, estão fadados a acabarem”

 

BANDEIRAS 

- Tivemos que retomar todas as negociações com a nova Mesa Diretora da Assembleia.

“Foi um ano difícil. Mas estamos conseguindo sim, Ter um bom diálogo.”

 

CONCURSO NA ALE

- São duas situações: uma é preencher as vacâncias decorrentes de aposentadorias. Outra, é que quando começou, não éramos 500 mil habitantes no estado. Hoje somos 2 milhões.

“O tamanho do parlamento é o mesmo. Mas as atividades deles exigem maior desempenho. E isso tem a ver com a quantidade de pessoal.”

- Tínhamos um prédio horizontal e hoje é um prédio vertical com 13 andares. O grau de necessidades é outra.

- A Constituição brasileira determina que os cargos comissionados sejam 50% dos cargos efetivos. 

“Temos um quadro de 220 efetivos. Cerca de 10% em relação aos comissionados.

Situação inversa do que determina a lei.

Algo para ser discutido.”

DÍVIDAS COM SERVIDORES

- Temos passivos de progressões e de desvio de função. Estes, são alguns exemplos. Alguns processos são pagos parceladamente.

“Com mudança da Mesa Diretora, ocorre suspensão de pagamento. Aí temos que explicar tudo novamente.”  

 

- Mesmo tendo direito assegurado na Constituição, nós do Sindler preferimos o diálogo, a negociação, para resolver nossas demandas.

         "Temos conseguido avanços. Mas respeitamos os pontos divergentes.”

 

OS R$ 40 MILHÕES DE ECONOMIA

- Achamos louvável o esforço da Casa em economizar. Mas é preciso colocar que existe um passivo com os servidores.

“De quanto é mesmo a economia,

se juntei R$ 40 milhões

e devo R$ 10 milhões?”

Tudo que o leitor viu até aqui, são pequenas mostras da entrevista. No vídeo a seguir, terá conhecimento do pensamento do líder sindical refletindo as posições de sua coordenação diretiva.

Veja e faça seu juízo:

 

 

Fonte: noticiastudoaqui.com

O Tribunal Regional Federal, em Brasília, marcará a data do julgamento da Ação da Transposição interposta pelo Sindicato dos Trabalhadores nos Poderes Legislativos de Rondônia, Sindler, no próximo mês de março de 2020.

 

O desembargador da causa deu a informação ao advogado titular, Dr Diego Vasconcelos e ao Coordenador Jurídico e advogado do SINDLER, Raimundo Façanha.

Os advogados foram a Brasília nos dias 21 e 22 último, para manter contato com as autoridades do Tribunal Regional Federal no sentido de agilizar o julgamento da ação de interesse dos servidores da Assembleia Legislativa de Rondônia.

Participaram também da audiência, o jornalista Davi Casseb, como membro da diretoria do Sindler e o diretor administrativo, Ricardo, do Sindicato dos Servidores do Poder Judiciário de Rondônia.

Fonte: notíciastudoaqui.com